É preciso uma Aldeia

Rodeada pelo Atlântico e com muitos séculos de tradição, a Islândia é um país onde a arte da pesca está preservada na memória coletiva dos seus habitantes. A pesca é um ofício passado de pais para filhos. As técnicas e os métodos são há séculos estudados e aprimorados. Muitas famílias islandesas vivem da pesca e da transformação do peixe há várias gerações. O bacalhau é um dos peixes mais valiosos para os islandeses. A qualidade ímpar do Bacalhau da Islândia faz dele uma iguaria para os habitantes do sul da Europa e de outros mercados longínquos.

Os pescadores de bacalhau têm apenas um objetivo: garantir o melhor produto possível. O bacalhau é capturado nas águas límpidas que rodeiam a ilha e produzido com cuidado e respeito, tanto pela natureza como pelos consumidores. Porque é preciso uma aldeia inteira para produzir bacalhau salgado de qualidade.

Para saber mais sobre este segredo, siga-nos no Facebook

A vida é bacalhau

A aldeia

Ao longo de gerações, os habitantes das aldeias piscatórias islandesas trabalharam em conjunto com os pescadores para criar a iguaria que é o Bacalhau da Islândia. A pesca do bacalhau faz parte da tradição e das reuniões sociais das aldeias islandesas.

O trabalhador

Juntos, os habitantes das aldeias piscatórias islandesas desenvolveram diferentes formas de produzir um bacalhau de qualidade superior – que exportam para Portugal, o país que mais consome bacalhau em todo o mundo.

Bacalhau Afins na islândia

Os chefs Diogo Pires e Roberto Almeida conhecem em primeira mão o segredo e a qualidade do bacalhau islandês.

É preciso uma Aldeia

O bacalhau sempre foi a estrela da pesca islandesa. É também um dos principais ingredientes da gastronomia portuguesa. Como se diz em Portugal, há mil e uma maneiras de cozinhar bacalhau. Haverá algum segredo para a grande qualidade do Bacalhau da Islândia? Certamente que sim…